Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Curso de mediador e pacificador social começa por Natal, Rio Grande do Norte

Destaque

Curso de mediador e pacificador social começa por Natal, Rio Grande do Norte

Capacitação está prevista no Plano Nacional de Segurança. Natal foi a cidade escolhida para início das operações de combate à criminalidade
por publicado: 10/02/2017 10h08 última modificação: 10/02/2017 10h27

Brasília, 10/2/17 – Uma das estratégias do Plano Nacional de Segurança Pública para reduzir os índices de violência no País será a mediação e a pacificação de conflitos. Em Natal, cidade escolhida para início das operações de combate à criminalidade, agentes de segurança pública, guardas municipais, lideranças comunitárias, policiais militares e civis já estão sendo treinados para atuarem como mediadores e pacificadores sociais.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), juntamente com Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e governo local, entendem que essa medida irá contribuir de forma eficaz na diminuição dos conflitos que geram violência de cunho racial, religioso, doméstico, de gênero e de outras naturezas.

Segundo idealizadores da oficina “Formação de Mediador Pacificador Social”, desenvolvida por especialistas da antiga Secretária Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), a proposta do curso é desenvolver a capacidade do mediador em compreender o conflito, utilizando-se da paciência, da objetividade, da habilidade e da imparcialidade.

PNS

A ministra dos Direitos Humanos e ex-secretária da Seppir, Luislinda Valois, participou da aula inaugural do curso na capital potiguar. Ela ressaltou que capacitação dos agentes de segurança pública e lideranças comunitárias tem também o objetivo de enfrentar o racismo institucional e incentivar ações de empoderamento da população negra, com destaque para juventude e para as mulheres. Segundo o Mapa da Violência de 2016, a violência atinge majoritariamente a população negra.

“A mediação se torna, a cada dia, um recurso eficaz que auxilia na resolução de conflitos. A participação de um terceiro indivíduo atuando de forma imparcial ajuda a construir o diálogo produtivo e participativo, alcançando assim a resolução pacífica do problema”, explicou a ministra.

A grade curricular do curso aborda matérias como A Importância da Mediação Social; Racismo Institucional, Técnicas de Abordagem; Mediador de Bullying nas Instituições de Ensino; Crime Contra a Paz Pública; e outros.

Após Natal, a oficina será ministrada nas cidades escolhidas para o início das ações do Plano Nacional de Segurança Pública: Aracaju (SE) e Porto Alegre (RS). Futuramente, todos os estados da Federação e o Distrito Federal terão agentes comunitário e de segurança capacitados. 

 

ASSINATURAMJ_PORTAL_0803_PARTE BCA.JPGASSINATURAMJ_PORTAL_0803.jpgFACEBOOK_ICON_2103.jpgYOUTUBE_ICON_2103.jpgTWITTER_ICON_2103.jpgSOUNDCLOUD_ICON_2103.jpgINSTAGRAM_ICON_2103.jpgFLICKR_ICON_2103.jpg