Você está aqui: Página Inicial > Notícias > PRF apreende 36 toneladas de drogas em rodovias que levam ao Rio de Janeiro

Destaque

PRF apreende 36 toneladas de drogas em rodovias que levam ao Rio de Janeiro

Ministro da Justiça e Segurança Pública acompanhou a divulgação dos resultados das operações conjuntas de segurança pública que acontecem no estado há cerca de 20 dias. Estratégia segue até o fim de 2018
por publicado: 01/08/2017 14h59 última modificação: 07/08/2017 15h33

Brasília, 1º/8/17 - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, acompanhou, no Rio de Janeiro (RJ), nesta terça-feira (1º), os resultados das operações conjuntas de segurança pública que estão sendo desenvolvidas no estado. Ele destacou a parceria federal, estadual e municipal no enfrentamento ao crime, revelou prisões e apreensões que estão ocorrendo tanto na capital fluminense como em áreas de fronteira e garantiu que o governo federal seguirá nas ações até o fim de 2018.

"Há mais de 20 dias, a Polícia Rodoviária Federal vem fechando o cerco no corredor de entrada no Brasil, via Uruguaiana [RS], Foz do Iguaçu [PR] e Cáceres [MT], no fluxo para o Rio de Janeiro. O resultado disso é a apreensão de 36 toneladas de maconha, 270 quilos de cocaína, 32 quilos de crack e 76 armas de fogo nesse período. Também foram recuperados 163 veículos e 1.572 pessoas foram presas, seja em flagrante ou em cumprimento de mandados de prisão", anunciou o ministro.

Antes, Torquato Jardim se reuniu com os secretários nacional e estadual de Segurança Pública, general Santos Cruz e Roberto Sá, e gestores das polícias Civil e Militar, Federal e Rodoviária Federal, entre outros órgãos. "A razão da minha vinda é enfatizar o esforço inequívoco do governo federal de apoiar o Rio de Janeiro no combate à criminalidade. É um trabalho que começa com inteligência", enfatizou o ministro.

Sobre o modelo de atuação, o ministro da Justiça reafirmou que a ênfase é em dados e em informação, para subsidiar operações pontuais focadas em resultados objetivos. "É fundamental a integração das três máquinas administrativas; a União, o estado e o município, na troca de experiência e apoio institucional", disse. "Estamos ainda na primeira fase da Operação e tudo que vem ocorrendo está sendo acompanhado, e os resultados, analisados, para que tenhamos uma perfeita ideia do que já conseguimos e onde temos que avançar", acrescentou Torquato.

O secretário estadual Roberto Sá garantiu que a sinergia, a integração e o espírito de coordenação com o governo federal têm sido os melhores possíveis. "É um aprendizado e um aperfeiçoamento constante de um legado dos nossos grandes eventos. Verificamos que precisamos fazer nas ruas os ajustes que estão sendo feitos. É uma demanda de criminalidade para a qual precisamos estar preparados e o tempo todo monitorando e corrigindo ações. Então a presença do ministro aqui reforça o esforço da União na implementação do Plano Nacional de Segurança Pública fazendo com que nós possamos, de forma unida, com o Estado, municípios e a União presentes esse nosso desafio brasileiro que é a violência urbana", apontou.

Coletiva Rio

Ministro Torquato Jardim e secretário de segurança do Rio, Roberto Sá, concedem entrevista no CICC 

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

ASSINATURAMJ_PORTAL_0803_PARTE BCA.JPGASSINATURAMJ_PORTAL_0803.jpgFACEBOOK_ICON_2103.jpgYOUTUBE_ICON_2103.jpgTWITTER_ICON_2103.jpgFLICKR_ICON_2103.jpg