Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Motocicletas Yamaha passam por campanha de chamamento

Destaque

Motocicletas Yamaha passam por campanha de chamamento

Proprietários de modelos R3, MT03, FAZER 250, LANDER 250, TÉNÉRÉ 250, R3 e MT03 devem ficar atentos
por publicado: 16/03/2017 10h59 última modificação: 16/03/2017 15h56

Brasília, 16/3/17 – A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça e Segurança Pública informa que a Yamaha Motor da Amazônia Ltda. protocolou campanha de chamamento das motocicletas modelos R3 e MT03, ano/modelo 2016 a 2018, em razão da possibilidade de trinca no tanque de combustível e consequente vazamento de combustível, com risco de incêndio.

De acordo com a Yamaha, a campanha teve início do  atendimento aos consumidores em 03 de março de 2017 e abrange 9.513  motocicletas, colocadas no mercado de consumo com numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre o intervalo 9C6RH0910G0000011 a 9C6RH910H0002540, para o modelo R3; 9C6RH0920G0000012 a 9C6RH0920H0001780, para o modelo R3 ABS; 9C6RH1110G0000011 a 9C6RH1110J0004020, para o modelo  MT03; e 9CRH1120G0000011 a 9C6RH112J0002019, para o modelo MT03 ABS. 

Quanto aos riscos à saúde e à segurança dos consumidores, a Yamaha destacou ter constatado "um desvio na posição do furo de fixação do suporte do tanque pode gerar um aumento de tensão no conjunto, causando trinca no tanque e consequente vazamento de combustível". Nessa condição, haverá "vazamento de combustível, com risco de incêndio e lesões aos usuários".

Desligamento do motor

A Yamaha Motor da Amazônia Ltda. também protocolou campanha de chamamento das motocicletas da marca Yamaha, modelos FAZER 250, LANDER 250, TÉNÉRÉ 250, R3 e MT03, em razão da possibilidade de falhas elétricas e desligamento repentino do motor.

De acordo com as informações da Yamaha, a campanha também teve início em 03 de março de 2017 e abrange 40.471 motocicletas, colocadas no mercado de consumo, com numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre o intervalo:

  • 9C6RG2310G0000201 a 9C6RG2310H0015800, para os modelos FAZER 250;
  • 9C6KG0380G0000107 a 9C6KG0380H0007706, para os modelos LANDER 250;
  • 9C6KG0570G0000101 a 9C6KG0570H0011900, para os modelos TÉNÉRÉ 250;
  • 9C6RH0910G0000011 a 9C6RH0910H0002540, para os modelos R3;
  • 9C6RH0920G0000012 a 9C6RH0920H0001780, para os modelos R3 ABS;
  • 9C6RH1110G0000011 a 9C6RH1110J0004020, para os modelos MT03;
  • 9C6RH1120G0000011 a 9C6RH1120J0002019, para os modelos MT03 ABS.

Quanto aos riscos à saúde e à segurança dos consumidores, a Yamaha destacou ter constatado que "em virtude de uma impropriedade do material utilizado na fabricação da placa de contato do interruptor de ignição (interruptor principal), associada à insuficiência de drenagem de água e proximidade entre os terminais, caso haja infiltração de água no referido componente poderá ocorrer oxidação do contato dos terminais elétricos, causando possível falha elétrica". Nessa condição, "caso a falha elétrica ocorra com a motocicleta em movimento, o motor poderá desligar repentinamente, com risco de acidente e lesões aos usuários".

Seus direitos

O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

Mais informações podem ser obtidas junto à Yamaha, por meio do SAC, 0800 774 3738, no horário comercial, ou pelo site www.yamaha-motor.com.br. Detalhes sobre a Campanha de Chamamento também estão disponíveis no site do Ministério da Justiça e Segurança Pública - justica.gov.br.


ASSINATURAMJ_PORTAL_0803_PARTE BCA.JPGASSINATURAMJ_PORTAL_0803.jpgFACEBOOK_ICON_2103.jpgYOUTUBE_ICON_2103.jpgTWITTER_ICON_2103.jpgSOUNDCLOUD_ICON_2103.jpgINSTAGRAM_ICON_2103.jpgFLICKR_ICON_2103.jpg