Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Bases móveis atuam nas cenas de uso do crack para garantir a segurança da população

General

Bases móveis atuam nas cenas de uso do crack para garantir a segurança da população

O Ministério da Justiça está distribuindo aos estados como parte do “Programa Crack, é possível vencer” 70 bases móveis para o videomonitoramento de inteligência nas cenas de uso. Os estados de RS, RJ, SP, SC, CE e DF já receberam 23 microônibus. Já Alagoas e Pernambuco recebem 5 bases móveis ainda neste mês.
por publicado: 06/08/2013 09h59 última modificação: 20/02/2014 15h31

O Ministério da Justiça está distribuindo aos estados como parte do “Programa Crack, é possível vencer” 70 bases móveis para o videomonitoramento de inteligência nas cenas de uso. Os estados de RS, RJ, SP, SC, CE e DF já receberam 23 microônibus. Já Alagoas e Pernambuco recebem 5 bases móveis ainda neste mês. As 42 restantes seguem cronograma de entrega até novembro/2013.

As bases móveis de videomonitoramento são microônibus adaptados que auxiliam as ações de policiamento ostensivo de proximidade nas cenas de venda e consumo de crack e outras drogas. Elas servem como um pequeno centro de comando e controle, dando suporte tecnológico aos profissionais de segurança pública que acompanham, por meio de monitores, as imagens captadas por câmeras de vídeo instaladas em pontos fixos de maior vulnerabilidade.

Junto com cada base móvel, o Governo Federal está doando aos estados, Distrito Federal e municípios equipamentos como um kit, que contém câmeras de videomonitoramento fixo; veículos, motocicletas com capacete e tecnologias de menor potencial ofensivo. Além de doar os kits de equipamentos, está sendo garantida a manutenção das bases pelo período de dois anos, o que permitirá às unidades da federação a incorporação desses valores a seus orçamentos com tranquilidade.

Os profissionais de segurança pública que atuarão nas bases estão sendo capacitados a atuar de acordo com a filosofia de Polícia Comunitária e em parceria com as redes que integram o cuidado ao usuário de drogas e seus familiares. Esses profissionais estarão aptos a fazer o encaminhamento dos usuários de drogas aos serviços de saúde e assistência social existentes no município, atuando também na mobilização comunitária, construindo com a comunidade no entorno das cenas de uso as soluções para torná-las mais seguras.

Agência MJ de Notícias

(61) 2025-3135/3315
acs@mj.gov.br
www.justica.gov.br