Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Sergipe e Aracaju aderem ao Programa Crack, é Possível Vencer

General

Sergipe e Aracaju aderem ao Programa Crack, é Possível Vencer

O governo federal fará, nesta sexta-feira (19), a adesão do estado de Sergipe e do município de Aracaju ao Programa Crack, é Possível Vencer. O estado é a 19ª unidade da federação a firmar parceria com o governo federal no combate ao crack e outras drogas.
por publicado: 19/07/2013 18h18 última modificação: 19/02/2014 15h49

O governo federal fará, nesta sexta-feira (19), a adesão do estado de Sergipe e do município de Aracaju ao Programa Crack, é Possível Vencer. O estado é a 19ª unidade da federação a firmar parceria com o governo federal no combate ao crack e outras drogas. Com a adesão da capital sergipana, chega a 70 o número de cidades que passam a implementar e fortalecer os serviços e equipamentos para cuidado, atenção e tratamento dos usuários e dependentes de drogas.

Cuidado

Para as ações da área da saúde, serão investidos, até 2014, R$ 9 milhões em Sergipe no enfrentamento ao crack. A verba do Ministério da Saúde será aplicada na implantação ou qualificação de um Consultório na Rua; duas Unidades de Acolhimento (UA), sendo uma UA adulto e outra UAs infanto-juvenil e 44 leitos. Dentre os leitos, 14 são em enfermarias especializadas em saúde mental e 30 em Unidades de Acolhimento.

A previsão é que o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) invista R$ 360 mil para apoiar os trabalhos de abordagem social nas ruas em Aracaju. Desse total, R$ 120 mil serão investidos ainda este ano e R$ 240 mil em 2014.

Além do Serviço Especializado em Abordagem Social, as unidades da rede socioassistencial em Aracaju também desenvolvem ações preventivas para as famílias e indivíduos que enfrentam a questão do uso das drogas e estão em situação de vulnerabilidade e risco social, importantes para o trabalho integrado com a rede do SUS – responsável pela avaliação e cuidados em saúde. Nesse sentido, destacam-se 14 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), que desenvolvem trabalhos preventivos e de acompanhamento às famílias em situação de vulnerabilidade social, em especial famílias em situação de pobreza; 03 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que além da abordagem social já mencionada, ofertam também o acompanhamento a indivíduos e famílias em situação de risco pessoal e social, especialmente a violência; 01 Centro para População em Situação de Rua (Centros POP) e 100 vagas em Serviços de Acolhimento para População em Situação de Rua (abrigos).

Autoridade

Para as ações na área de segurança pública, estão previstos investimentos de quase R$ 4 milhões em capacitação e aquisição de equipamentos para auxiliar o policiamento ostensivo e de proximidade. Aracaju receberá, até 2014, duas bases móveis de videomonitoramento, 40 câmeras de videomonitoramento fixo, 4 viaturas, 4 motocicletas, 100 pistolas de condutividade elétrica e 300 espargidores de pimenta. Ao todo, serão capacitados 102 profissionais de segurança pública para atuação nas bases móveis e nas atividades do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) nas escolas.

 

Agência MJ de Notícias
(61) 2025-3135/3315
acs@mj.gov.br
www.justica.gov.br