Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Traficante Jarvis Pavão é levado para o presídio federal de Mossoró

Destaque

Traficante Jarvis Pavão é levado para o presídio federal de Mossoró

Departamento Penitenciário Nacional informa que ele deu entrada na unidade prisional do Rio Grande do Norte às 17h (horário de Brasília)
por publicado: 28/12/2017 17h39 última modificação: 29/12/2017 12h29

Jarvis2

Foto: Divulgação

Brasília, 28/12/17 – O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) informa que o traficante brasileiro Jarvis Chimenes Pavão, extraditado do Paraguai para o Brasil, nesta quinta-feira (28), já se encontra no presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Ele deu entrada às 17h (horário de Brasília). A autorização para inclusão dele no sistema penitenciário federal foi dada pelo juiz corregedor federal da unidade prisional.

Pavão estava preso desde 2009 na penitenciária Tacumbu, em Assunção. Ele cumpria pena de oito anos por crimes de lavagem de dinheiro e porte ilegal de armas no Paraguai.

No Brasil, ele irá cumprir pena de 17 anos e oito meses de reclusão a que foi condenado no Brasil pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. Sua extradição foi solicitada pelo Juízo da Vara Criminal de Balneário Camboriú (SC), responsável pela condenação.

A entrega do criminoso ao Brasil foi autorizada pelo Poder Judiciário paraguaio em janeiro de 2010 e ficou aguardando a conclusão da pena que Pavão cumpria por crimes cometidos naquele país. Houve ainda um pedido de extensão da extradição apresentado pelo Juízo da 7ª Vara Federal de Porto Alegre/RS, também pela prática do crime de tráfico internacional de drogas, também foi deferido pelo governo paraguaio. 

Os procedimentos para que a extradição fosse efetivada foram realizados pela autoridade central brasileira, exercida pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) da Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), com auxílio da Polícia Federal/Interpol, Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e do Ministério das Relações Exteriores.

 

 


ASSINATURAMJ_PORTAL_0803_PARTE BCA.JPGASSINATURAMJ_PORTAL_0803.jpgFACEBOOK_ICON_2103.jpgYOUTUBE_ICON_2103.jpgTWITTER_ICON_2103.jpgFLICKR_ICON_2103.jpg