Você está aqui: Página Inicial > Notícias > MJ divulga balanço de recalls 2015

MJ divulga balanço de recalls 2015

Número de recalls realizados no ano passado foi o maior registrado dentro da série histórica
por publicado: 20/01/2016 08h42 última modificação: 15/03/2016 12h53

Brasília, 20/01/16 – A Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ) lança nesta quarta-feira (20) o Boletim Recall 2015. A publicação traz informações sobre todas as campanhas de chamamento realizadas no ano passado, além de apresentar os riscos que os consumidores foram submetidos. O número de recalls realizados no ano passado foi o maior registrado dentro da série histórica, iniciada em 2003.

Em 2015, foram registradas 130 campanhas de chamamentos. Segundo a secretária Nacional do Consumidor, Juliana Pereira, esse aumento se deu em razão do monitoramento mais estratégico do mercado e da maior articulação entre os órgãos de defesa do consumidor e as autoridades de Metrologia e Vigilância Sanitária, além da parceria desenvolvida com agências e órgãos reguladores. Ao todo, 3.207.898 produtos foram submetidos a recall no país em 2015.

A tendência permanece maior para os automóveis, responsáveis por 89 chamamentos em 2015. Também passaram por recalls motos, bicicletas, caminhões, cosméticos, medicamentos, alimentos, produtos infantis, aparelhos eletroeletrônicos e peças mecânicas.

Sobre os riscos que levaram à realização dos chamamentos, o Boletim aponta que mais de 80% dos recalls levam ao consumidor riscos de lesões e ferimentos. Em segundo lugar, com 8% dos recalls, está o risco de fogo ou incêndio, seguido pela possibilidade de ocorrência de efeitos adversos à saúde, risco de quedas e exposição a perigo microbiológico. “É importante conscientizar a sociedade de que o recall é realizado porque há um risco concreto de dano à integridade física do consumidor”, ressalta Juliana Pereira.

A secretária destacou ainda que 26 dos 130 recalls realizados em 2015 foram determinados pela Senacon, ou seja, os fornecedores não apresentaram os recalls de forma voluntária. “A proteção à saúde e à segurança dos consumidores é uma questão de estado, e, portanto, prioritária nas ações da Secretaria, que monitora diariamente redes nacionais e internacionais de notícias, além dos sistemas internacionais sobre recalls e segurança de produtos”, explica.

Veja aqui o Boletim Recall 2015.

Ministério da Justiça
facebook.com/JusticaGovBr
flickr.com/JusticaGovbr
Twitter/justicagovbr

www.justica.gov.br
imprensa@mj.gov.br

(61) 2025-3135/3315/9962